Início > Uncategorized > 17 anos sem Cobain

17 anos sem Cobain

Hoje faz 17 anos que o guitarrista, vocalista e líder do Nirnava se foi. Uma nota triste para mim pessoalmente. Meu primeiro impulso de tocar guitarra surgiu ao ouvir pela primeira vez o clássico maior da banda, Smells Like Teen Spirit. Me facinava a idéia de poder expressar todas as minhas indignações (aos 10, 11 anos sempre as temos em demasia) gritando e empunhando uma guitarra com quilos e quilos de distorção.

Comecei a estudar música. E então, quanto mais eu conhecia bandas de rock e convivia com amigos metaleiros, mais me convencia(m) de que Kurt era um músico ruim, que o Nirvana era uma porcaria, que os solos eram fáceis, que ele cantava mal. Essa visão tecnocrática da música é regra entre os cabeludos de preto entre os quais eu alegremente me incluía.

O tempo passa e a gente aprende. Depois de anos com aquela coisa intolerante de headbanger “true”, comecei a revisitar discos que eu achava bacanas antes e que fui abandonando graças à minha visão de que toda música tinha quer ter harmonias complexas, solos virtuosos e referências de música erudita. Reencontrei-me com coisas excelentes do Paralamas do Sucesso, do Caetano Veloso (que eu ouvia com a minha mãe), do João Gilberto…

Ano passado, ainda tomado desse sentimento nostálgico, decidi reouvir o MTV Unplugged do Nirvana. E caiu a minha ficha do quanto Kurt Cobain era mais artista do que muito metaleiro por aí. Se sua banda não tinha o refino técnico (e não tinha mesmo), compensava com um som visceral. Se não tinham belas harmonias, tinham o som sujo que refletia exatamente o que era a vida daqueles três moleques naquele momento no início dos anos 90.

No fim das contas, caiu minha ficha de que não foi nenhum solo virtuoso do insuportável Yngwe Malmsteen que me fez querer tocar guitarra. Foi aquela energia, aquela urgência em ser ouvido, que Kurt transpirava nas canções do Nirvana.

Hoje, no aniversário de 17 anos de sua morte, fica aqui a homenagem com uma versão inusitada da música que me transformou em guitarrista. E o original, infinitamente melhor.

Anúncios
Categorias:Uncategorized
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: